Destaques

A história do Mouse

Postado por David Bezerra na categoria Curiosidades no dia 28-09-2010

19

 

Olá pessoal, vocês conhecem a história desse objeto que está na sua mão agora mesmo? É esse aí que você arrasta para todos os lados e clica o tempo todo. Não? Pois eu irei lhe contar a “vida” deste dispositivo que sem sombra de dúvidas é um dos mais usados no mundo da informática: o mouse.

Esse hardware é um dos mais queridos entre todos os usuários, quando usamos um notebook e utilizamos o touchpad (almofada de toque) de quem sentimos falta imediatamente? Pois é, sempre temos em nossa lembrança aquele pequeno periférico, mas não se enganem, nem sempre o mouse foi tão querido assim, quando inventado foi por muitas vezes chamado de inútil.

Em 9 de dezembro de 1968 o mouse foi apresentado ao mundo pelo inventor Douglas Engelbart. Chamado inicialmente de XY Position Indicator for a Display System, seu modelo consistia em uma pequena caixa de madeira com apenas um botão. Infelizmente, durante os 15 primeiros anos, devido aos computadores daquela época não possuírem interfaces gráficas como as “janelas” e nem os editores de textos terem o cursor de tela, essa invenção ficou sem muita utilidade.

clip_image002

No ano de 1983 com o lançamento do Macintosh, a Apple passou a utilizar o mouse como apontador na tela, tornando-o um dispositivo integrado aos computadores desde então. Ao ver aquela coisinha que era arrastada pela mesa fazer tanto sucesso, a Microsoft resolveu utilizá-la no seu novo sistema operacional, o Windows 3.1, onde era impossível navegar pelo sistema sem o dispositivo. Na época Douglas Engelbart não ganhou muita coisa além dos seus minutos de fama, pois vendeu a patente do mouse por míseros US$ 10.000. Somente em abril de 1997, Engelbart recebeu o prêmio Lemelson-MIT (um dos mais importantes no mundo dos inventores) e um prêmio de 500 mil dólares.

clip_image004

Atualmente existem diversos tipos e formatos de mouses que com o tempo vieram sendo aperfeiçoados e sofrendo inúmeras modificações. O modelo tradicional possui 3 botões, o esquerdo e o direito e o scroll, que é utilizado para rolar a barra de rolagem das páginas ou janelas e abrir novas abas ou guias do link em seu navegador quando.

Diferenças entre alguns mouses

Mouse de esfera: Esse mouse tem uma esfera de borracha semiembutida no corpo do mouse. Dentro dele existem dois pequenos eixos (é como se eles representassem os eixos X e Y de um plano cartesiano) que em contato com a esfera rola devido ao movimento do usuário. Um dos problemas que encontramos nesse tipo de mouse é o acúmulo de sujeira em suas partes necessitando de limpeza periódica.

clip_image006

Mouse óptico: Trata-se de uma evolução do modelo anterior. Nesse novo produto as esferas deram lugar um sistema óptico que orienta o cursor da tela de acordo com os movimentos do usuário. Esse sistema é constituído por um LED, que emite geralmente luzes vermelhas, e um sensor. A luz sai do mouse e quando entra contato com a superfície é refletida de volta para o emissor onde é processada e interpretada em alta velocidade. Existe também o mouse a laser (ele não deixa der ser um óptico) que tem uma maior precisão e funciona em 99% das superfícies transparentes como o vidro.

clip_image008

Bom, é isso aí, quem quiser comentar o post pode ficar a vontade, vlw! =)

Comentários (19)

Acho que o LED nao eh mais só vermelho, outro dia vi um azul.

e fala ai sobre os wireless :D

Bem lembrado, essa é a tecnologia Blue Track que com ela a microsoft está tentando revolucionar o uso de alguns periféricos. Esse sistema é mais sensível e tem uma maior precisão em relação aos a laser e ainda funciona em mais tipos de superfícies. =)
e sim otro dia eu vie tambem
ele me encinou bastante e o me mouse ele é óptico e a luz dele é vermelha e eu nunca vi luz azul vc deve estar ficando louco.!!!!!!!!!!!!
vc deve estar ficando louco
É isso aí um pouquiho de história para nos aproximarmos melhor de nosso velho amigo …
parabéns pelo artigo
Mais um post sensacional! Parabens pela historia (apesar que eu ja conhecia, Piratas do Vale do Silicio é importante ;PP)
Pessimos tempos em que usava o mouse com a “bolinha” em baixo dele, quanta sujeira, PQP!

Parabens pelo post…

…era uma boa bolinha de gude, rsrsrsr.

agora por 30 pila vc ja consegue um sem fio optico. Os da microsoft tem um conector minusculo e tbm funcionam direto no bluetooth.

Faltou os Wireless!
Uau! Quase nada sobre a história do mouse! Cadê a evolução dos mecanismos de rolagem? As muitas mudanças de design? A entrada do mousepad?
é sempre bom saber a historia de onde mantemos a mão quase todo o dia..

Muito boa a materia…gostei!!!

[...] A história do mouse [...]
Excelente artigo. A Microsoft tem uma solução muito interessante com o seu Arc Mouse.
Veja em http://gimagonet.blogspot.com

Att

bom bom nao esta mas ta bom
o mouse deveria evoluir mais um pouco, para um mouse mais rápido fácil de usar e que seria bom se ele fosse mais leve.
gostsria de fazer uma analise ambiental para ocaso proposto,ultilise o swot
Muito legal a postagem, compartilhei em minha home page com as devidas citações.

Att,

Eu gostei mt era uma corozidade que todo mundo as quer saberkk
que estranho

Deixe um comentário