Destaques

Difereças entre o HDD e SSD

Postado por David Bezerra na categoria Manutenção e Hardware no dia 09-10-2010

4

Bem amigos, apesar de não ser novidade, verificamos que ainda existem usuários que desconhecem as diferença entre os dispositivos de armazenamentos HDDs e SSDs. Com base nessa afirmação, nós do I/O fizemos um post para esclarecermos algumas dúvidas ainda existentes sobre esse assunto.

Bem, começando com o mais antigo, o HDD, HD ou “Winchester” é o dispositivo de armazenamento secundário na grande maioria dos computadores. Ele é um drive que possui no seu interior “agulhas” (cabeça de leitura e gravação) e discos magnéticos (pratos) que giram em seu eixo atingindo RPMs (rotações por minuto) de 5.400, 7.200 ou 10.000, nos padrões mais comuns.

HD

Para gravar os dados nos pratos, a cabeça de leitura e gravação de um disco rígido funciona como um minúsculo e preciso eletroímã ao ponto de ser capaz de gravar os dados em setores e trilhas num espaço de menos de um centésimo de milímetro de largura. Quando os dados estão sendo gravados, a cabeça organiza as moléculas da superfície de gravação através do seu campo magnético, pois como ela é um eletroímã, e seguindo a lei física do campo magnético “os opostos se atraem”, sua polaridade pode ser alternada para atrair o negativo ou positivo da superfície magnética dos discos, gerando assim os bits 1 e 0 (sistema binário) onde sua sequência e combinações formam os dados que manipulamos todos os dias.

Agora iremos entender o que é um SSD. Do inglês solid-state drive (unidade de estado sólido), o SSD consiste em um hardware para gravar dados não voláteis, ele possui interfaces SATA, IDE ou USB. Bem, acredito que todos sabem o que é um pen drive ou cartões de memórias como os Memorys Sticks e SDs. Esses sistemas têm em comum a memória flash. Pois bem, como nesses dispositivos, nos SSDs os arquivos ficam armazenados nas memórias de estado sólido, não necessitando, assim, de discos magnéticos nem “agulhas” para os dados poderem ser lidos ou gravados.

Embora a taxa de transferência de um SSD seja comparável à de um HDD, os SSDs ganham (“de lavada”) em tempos de acesso aos dados, pois o encontro dos arquivos é quase que imediato devido não necessitar localizar os dados nos setores nem nas trilhas (como nos HDDs) e ainda independe de rpm, além de gerar economia de energia (muito importante para os notebooks), ter menor massa (“peso”), ser resistente à vibração da máquina e menor poluição sonora melhorando consideravelmente o desempenho do computador.

Então com a queda gradativa do valor da memória flash, o SSD está ganhando mercado, mas, infelizmente, o preço ainda continua bastante elevado ao custo de um drive de 120GB sair pelos R$ 1.000,00 (mil reais).

clip_image002[4]

E para os aficionados por tecnologia, aqui vai uns dados interessantes a respeito do SSD:

  • O SSD pode receber impactos de até 1000 vezes a força da gravidade.
  • O SSD consegue ser até 9 vezes mais rápido que os HDs comuns.
  • Em servidores, o uso de SSDs em RAID pode aumentar em até 40 vezes a velocidade.
  • Eles consomem até 20 vezes menos que os HDs convencionais.

Para verem uma comparação na prática entre computadores com os dos tipos de drivers de armazenamento confira o vídeo abaixo:

É amigo, o HD já está com os dias contados… Em breve os SSDs estarão bastante populares no mercado e aí é só esperar pra ver quem é que vai substitui-los. Serão as nuvens?

Ah, só lembrando que o Olhar Digital está com uma promoção junto a Intel, onde você poderá levar pra casa um SSD de 160GB inteiramente de graça! Para concorrer basta entrar no Twitter e dar um RT nesta mensagem e seguir o Olhar Digital e a Intel Brasil.

É isso aí galera! Não deixem de nos seguir também! Até a próxima.

Comentários (4)

mas isso faz tempo q foi lançado neh???

tipow…acho q desde 2008…

Bom, o seu poste!
Acho que em breve vai ter concurso!
Abraço!
[...] São dispositivos de armazenamento. O HDD é como o HD de seu computador, com pratos giratórios e agulha de leitura. O SSD é como seu pendrive e não possui partes mecânicas. O SSD é mais rápido, mais durável e mais caro. [Saber Mais] [Wikipedia/Wikipedia] [...]
” O SSD pode receber impactos de até mil vezes a força da gravidade” Gravidade não é força, é aceleração, talvez você esteja se referindo ao Campo gravitacional, que como o próprio nome diz nada mais é do que um campo, com a propriedade de atrair massa. Acho que você quis dizer impactos de 1000 vezes a sua massa (cerca de 100 vezes seu peso) o que claramente não é verade isso seria o mesmo que passar uma caminhonete por cima do SSD e ele continuar intacto

Deixe um comentário